sábado, 4 de julho de 2009

DILMA, A IMPLAUSÍVEL!

A madame Min do Planalto insiste em construir seu caminho de fuga da disputa presidencial em 2010. Vai pavimentando-o na base dos golpes e porradas e gerando, com isto, uma forte argamassa de difícil remoção. Alguém, por acaso, já imaginou uma chapa formada por madame Dilma tendo Ideli "Patalógica" Salvatti como vice? Com tão pavorosa dupla um eventual futuro governo mais se pareceria a uma casa de horrores que de qualquer outra coisa. Uma delas sozinha, evidentemente, já bastaria para dar um tom apavorante ao cenário que nos espera.

Os jornais divulgaram há algum tempo que dona Dilma "é intolerante com o despreparo, a corrupção e o desperdício de dinheiro público", a propósito do pedido de demissão de alto funcionário do ministério da Integração Nacional chicoteado por ela em público. Ora, uma pessoa que pretende ser presidente da república não pode bater de frente com o próprio programa de ação que marca o PT de maneira indelével: ou seja, despreparo, corrupção e desperdício de dinheiro público (ou não é este o programa petista?). Quer dizer, ela está louca ou, então, só está posta como candidata para esconder o verdadeiro candidato. Pois como ficariam os negócios da companheirada se a madame resolvesse encrespar com os costumes vigentes do lulo-petismo? Por exemplo, as fabulosas negociatas envolvendo os fundos de pensão.

Madame Min não é confiável para os petistas de carteirinha, esta que é a verdade. Os recentes gestos de submissão do aparelho petista às conveniências congressuais do governo indicam que uma fatura virá. E esta cobrança, certamente, será a cabeça de dona Dilma, arrivista nas hostes petistas e pessoa na qual não se pode depositar boas expectativas. O PT é uma empresa sólida e não vai correr o risco de colocar suas fichas em quem não dá garantias. Na bolsa de apostas dos futuros candidatos ainda há oportunidades para quem tiver um perfil mais compatível com a natureza do petismo. O azarão ainda é Jacques Wagner. Nele os fundos de pensão confiam!

Um comentário:

Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui em visita ao seu blog! Abraços Ademar!!